Friday, July 27, 2012

Geladeira, sangue e croissant.

O diazinho:

Brigo contra o sono para acordar
levanto
enrolo
trabalho
Busco a disciplina desta nova fase da minha vida

Arrumo a casa
estante para lá
livros
Olho fotos com carinho
Almoço

Nicolas prepara o almoço
batata recheada

eu estou tensa
Me sinto pronto para explodir por algum motivo

Descubro que é o dia da Avó
Penso nas minhas duas avós no céu
Choro

Vejo receitas de vó
Penso na mesa posta da minha avó Anacyr
Nos doces da Vovó Nilza
E nas receitas que eu nunca aprendi

Choro

Nicolas resolve limpar a geladeira.
Do nada ele corta o dedo do pé.
O corte sangra muito e eu não dou bola.
Bailarina tá acostumada com desastres no pé.
Curativo.

Ele volta para a geladeira
Ele fura e estraga a geladeira
Balde de água fria e nervosismo
Quando finalmente estamos colocando a vida em ordem e ajeitando a casa, isso.

Mas a culpa não é de ninguém.
Shit happens.
O pé não pára de sangrar.
fazemos mais um curativo.
E agora eu fico preocupada.

Pesquisamos rapidamente preços de mini geladeiras como a nossa.
Num impulso, paramos tudo e vamos atrás de comprar uma geladeira.
O Nicolas vai mancando.

Chegamos na target e só tem 1 geladeira muito cara para nosso bolso.
Voltamos desapontados.

Nesse ponto, o Nicolas checa o pé e descobre que o curativo não segurou nada.
o pé dele continua sangrando.
voltamos para casa
Fazemos mais um curativo
e ele sai

Fico em casa sozinha
Skype com mamis

Dor de cabeça infernal
Muito choro

e mistura saudades, com preocupação, com medo do futuro
com decepções comigo mesma.
E a cabeça gira e tudo parece sem esperança.

Mamis alegra o meu coração.

Ligo para o meu landlord.
Ele toca a campainha.
Mostro a geladeira.
Ele pede 1 minuto.
Ele sai.
Ele volta carregando outra geladeira.
Ele pega a estragada e a gente coloca na rua.
Ele não me cobra nada.

E eu chorei tanto.

Limpo a nova (velha) geladeira.
coloco as comidas de volta,
sem me preocupar se elas estragaram ou não.

Minha cabeça dói.
Fome.
E a maldita da preguiça.
E o cansaço.

Como qualquer coisa.

Perco meu tempo assistindo tv.
Mas a dor de cabeça diminui um pouco.

Falo com a Alana.
Choro mais um pouco.

Eita saudades que dói viu.

Chuva.
Trovão tão alto, que parece que ele mirou a minha casa.
E pensou: vamos assustar a Carol, pq hj ela está vulnerável.
Mas a chuva passa.

Crio vergonha na cara e às 11:30 da noite vou comprar algo para mastigar
Algo que não esteve no drama da geladeira descongelando.

Um gesto bom.
O vendedor que me conhece, me dá um croissant e arredonda minha conta para menos.

De volta em casa.

Ar condicionado
Ventilador
banho gelado (não estou doente, é que está quente demais até para mim)
Croissant do amigo caridoso

Skype com a Titia
Mais umas lágrimas de saudades.

Computador
Blog
Agora.
Boa Noite

E aguardo um amanhã melhor.
Sempre.




3 comments:

  1. Carol!!

    Faz tempo que não passo por aqui, mas acredita que vim pra ver se tinha alguma news da geladeira que eu vi vc comentando que quebrou!

    Que bom que deu tudo certo! E que bom que vcs não conseguiram comprar uma geladeira de dia hein??

    Não esquece de nos dar notícias sobre o pé do Nicolas!

    Sobre todas as lágrimas, deixe elas rolarem. Chorar faz bem de vez em quando =]

    Saudades de vcs!

    Bjockas

    ReplyDelete
  2. Nossa, Xu!

    Acredita que eu tbm chorei lendo o post?

    Sempre é dia de um dia melhor...

    Amo muito você, saudades esmagadoras... Mas se Deus quiser, vou poder te abraçar logo!
    (dedos cruzados!)

    Beijos mil

    ReplyDelete
  3. Carol, espero que esteja vivendo muitos dias melhores do que este que descreveu, é assim mesmo!
    Saudades viu!
    Espero lhes rever em breve. Abração...
    Teka

    ReplyDelete

ShareThis